Sustentabilidade e os novos modelos de gestão.

Geral Operis 06/10/2017

Vital e totalmente irreversível, a responsabilidade socioambiental é realidade em todos os setores produtivos, fruto de um discurso que tem ganhado cada vez mais atenção e seriedade. A sustentabilidade é um tema complexo que abrange questões em todas as áreas da economia. Vai da adoção de práticas de produção ao consumo consciente, ser socialmente justo, pensar na qualidade de vida das pessoas da comunidade onde estamos inseridos. Segundo Micklethwaite Chick, escritor de Design for Sustainable Change, 2011, o conceito de desenvolvimento sustentável foi incorporado ao que se chama os três pilares do desenvolvimento. Esses pilares são: econômico, social e capital natural, que significam prosperidade econômica, ambiente de qualidade e igualdade social, ou ecologicamente correto, economicamente viável e socialmente justo. 

Para conquistarmos um desenvolvimento sustentável é essencial um planejamento constante, comprometimento e implica em articular de maneira harmônica as ciências do homem e as ciências naturais, moldando estruturas sociais em coerência com os padrões presentes nos ecossistemas naturais. Diversas áreas de conhecimento vêm questionando o modelo tradicional de desenvolvimento econômico e seu impacto sobre a vida no planeta. Tais debates incitam variadas demandas sobre as empresas e evocam um redimensionamento dos modelos de gestão. A Operis acredita nas mudanças nos hábitos de consumo, sabendo que se pode fazer mais com menos e que o design é, também, o caminho através da criação de soluções inteligentes, produtos duráveis, produzidos em processos cada vez mais limpos e sem desperdício.

O gerenciamento de resíduos, a aquisição de matérias-primas certificadas pelo FSC (Forest Stewardship Council), que tem como premissa o controle de fornecedores de madeira que pratiquem o manejo sustentável, são práticas que consideramos como diferencial competitivo no mercado, provando que sempre há uma nova forma de projetar e produzir dentro dos conceitos de responsabilidade ambiental. Acreditamos que o design pode ser um propulsor do desenvolvimento sustentável, através de ferramentas que facilitem tanto a escolha das matérias-primas, quanto a gestão de resíduos e seu reaproveitamento. Desenhamos produtos com a mais alta qualidade e design, porque entendemos que o verdadeiro valor está no porquê fazemos, muito mais do que o que fazemos.  Nós acreditamos que podemos crescer ainda mais, sem perder nossa proposta de valor essencial, ou seja, nossa capacidade de entender nossos clientes e entregar a melhor solução sempre em equilíbrio com práticas sustentáveis.